Templo satânico oferece abortos como ritual religioso em propagandas

por -
Créditos: Templo satânico/@klassy_in_pink, Instagram

A fundadora do Choice42 e defensora pró-vida canadense Laura Klassen publicou uma foto de uma campanha publicitária do Templo Satânico. O grupo alugou pelo menos três outdoors nos Estados Unidos para defender o direito ao aborto como ritual religioso.

As propagandas estão em Dallas, Houston e Miami.

“As complicações da gravidez são a sexta causa mais comum de morte entre as mulheres entre 20 e 34 anos”, diz o cartaz do Templo Satânico. “Nosso ritual de aborto religioso evita muitas restrições estatais”.

Aqui está uma foto de uma das peças publicitárias do Templo Satânico:

@klassy_in_pink, Instagram

A publicação de Laura diz: “Uau. Então o Templo Satânico está realmente PROMOVENDO o “ritual religioso” deles agora. Isso não diz muito sobre o que é o aborto? #abortoéassassinato”

De acordo com o jornal Dallas Observer, o porta-voz do Templo Satânico, Sydney Goodwin, disse que o ritual de aborto deles “brinda um consolo espiritual e sentimentos e autoestima durante o que alguns consideram um momento difícil”.

“É um processo para proporcionar sustento espiritual de uma maneira satânica”, disse ele.

O ensinamento da Igreja Católica sobre o aborto:

“A vida humana deve ser respeitada e protegida, de modo absoluto, a partir do momento da concepção. Desde o primeiro momento da sua existência, devem ser reconhecidos a todo o ser humano os direitos da pessoa, entre os quais o direito inviolável de todo o ser inocente à vida”. (Catecismo da Igreja Católica, 2270)

“A Igreja afirmou, desde o século I, a malícia moral de todo o aborto provocado. E esta doutrina não mudou. Continua invariável. O aborto directo, isto é, querido como fim ou como meio, é gravemente contrário à lei moral”. (Catecismo da Igreja Católica, 2271)

Ensinamento da Igreja Católica sobre o satanismo

O satanismo é uma forma de idolatria.

“Todas as formas de adivinhação devem ser rejeitadas: recurso a Satanás ou aos demónios, evocação dos mortos ou outras práticas supostamente «reveladoras» do futuro. A consulta dos horóscopos, a astrologia, a quiromancia, a interpretação de presságios e de sortes, os fenómenos de vidência, o recurso aos “médiuns”, tudo isso encerra uma vontade de dominar o tempo, a história e, finalmente, os homens, ao mesmo tempo que é um desejo de conluio com os poderes ocultos. Todas essas práticas estão em contradição com a honra e o respeito, penetrados de temor amoroso, que devemos a Deus e só a Ele”. (Catecismo da Igreja Católica, 2116)

Jesus, tende piedade de nós!

[Leia também: Imagem da Virgem Maria se iluminou enquanto a Argentina debatia a lei do aborto?]
[Leia também: Ela se recusou a fazer um aborto e seus dois filhos gêmeos viraram padres!]