4 tentações do demônio para arruinar os matrimônios

por -

Uma das atividades favoritas do demônio é fazer o possível para arruinar os matrimônios. E tem lógica; já que sabemos que o matrimônio é um sacramento instituído por Deus para a conservação do gênero humano e para ser a primeira escola onde as crianças recebem a fé. Isso é o que o demônio quer evitar!

Por isso, se está casado ou se está discernindo o matrimônio como sua vocação, recomendamos que conheça essas 4 tentações do demônio para arruinar os matrimônios e assim possa evitá-las.

1) Sexo antes do casamento

Muitas vezes os grandes problemas dentro do matrimônio surgem muito antes de que este comece, ainda mais quando se trata de um pecado grave. Não são poucos os jovens que afirmam que “temos provar antes de casarmos”, “temos que comprovar se somos compatíveis ou não”, “é melhor tá seguro se vamos nos entender na vida íntima”, etc.

Ao optar por essa forma de vida, estão abrindo as portas de par em par para o demônio. Na busca por provar a “compatibilidade” terminam vivendo coisas que Deus reservou para os que já receberam o sacramento; por tanto, acabam virando as costass para Deus. É isso o que o demônio quer!

2) Adultério

Muitos pensam que o adultério se reduz a concretizar uma relação com alguém que não seja o teu cônjuge. Mas Cristo nos ensinou que é muito mais que isso!

Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo: todo aquele que lançar um olhar de cobiça para uma mulher, já adulterou com ela em seu coração” Mateus 5, 27-28).

O consentimento de maus pensamentos, a pornografia, as conversas inapropriadas, vão deteriorando pouco a pouco qualquer relação. Evite-as pelo bem de tua alma e de teu matrimônio.

3) Não estar aberto a vida

O Demônio tem tido bastante êxito em sua missão de convencer os jovens casais de que uma das coisas mais importantes que devem ter em conta no matrimônio é saber usar todos os médios possíveis para evitar ter filhos. Isto faz parte da cultura anti-vida que tanto ofende a Deus. Nosso Deus é o Deus da vida!

4) Terminar o dia brigados

É normal que os casais tenham discussões, mas os esposos sempre devem ter a disposição de reconciliar-se. Se não existe esta disposição, estão seguindo o jogo do Inimigo.

“Mesmo em cólera, não pequeis. Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento. Não deis lugar ao demônio” Efésios 4, 26-27.

Deus quer que haja harmonia na família. E mesmo que as diferenças façam com que esta paz não seja possível em 100% das ocasiões, não é bom deixar que as tensões se prolonguem.
Lembrem-se que o demônio é o principal interessado em que os matrimônios fracassem e se valerá dessas pequenas pelejas mal resolvidas para alcançar seu objetivo.

[Leia também: O demônio que quer destruir as famílias]
[Leia também: Infográfico: A finalidade do matrimônio]

Comentários

comentários