“Coragem extraordinária”: Freira impede que sacerdote seja morto a facadas

por -
Créditos: Twitter.

Graças à “coragem extraordinária” de uma freira de 72 anos, um ataque brutal a um padre não terminou em tragédia. Em Nice, na França, um homem esfaqueou um pároco que estava dentro de uma igreja. Impulsionada por imensa coragem, a freira interveio para impedir o ataque.

[Leia também: Sacerdote é assassinado após celebrar Vigília Pascal na Bolívia]

“Coragem extraordinária”: Freira impede que sacerdote seja morto a facadas

O episódio ocorreu na manhã de domingo, 14 de abril. O padre Krzysztof Rudzinski estava se preparando para celebrar a missa quando, antes do início da celebração, um homem entrou na paróquia armado com uma faca e esfaqueou o padre vinte vezes.

Vendo o brutal ataque ao pároco de 57 anos, Irmã Marie-Claude, que tem mais de 70 anos, interveio para tentar neutralizar o ataque e recebeu cortes no antebraço.

Após o incidente, a Arquidiocese de Nice informou através de um comunicado que ambos não correm perigo de vida.

Éric Ciotti, um político local, elogiou a ousadia da freira. “Coragem extraordinária da irmã Marie-Claude, que interveio enquanto o agressor continuava a esfaquear o padre Christophe”, disse ele via Twitter.

“Ela pegou a faca dele mesmo sendo ferida no antebraço”, acrescentou.

A Diocese de Nice descreveu o agressor que esfaqueou o padre, preso no local, como “aparentemente mentalmente instável”.

De acordo com relatos da mídia francesa, o homem disse à polícia que queria matar Emmanuel Macron, que foi reeleito presidente da França no domingo.

A revista católica francesa Famille chrétienne disse que o agressor, um cidadão francês que se identificou como judeu, já havia passado por tratamento psiquiátrico.

Os católicos de Nice foram alvo de um ataque islâmico em outubro de 2020. Um agressor esfaqueou três pessoas até a morte na basílica de Notre-Dame de Nice.

Mais uma vez, uma tragédia atingiu a comunidade católica dos Alpes-Maritimes. E mais uma vez, no coração da cidade de Nice”, disse a Diocese de Nice no domingo.

Rezemos pela saúde do padre e da freira!

[Leia também: Ataque terrorista deixa três mortos em Basílica na França]
[Leia também: Soldado ucraniano em Mariupol escreve carta desesperada ao Papa Francisco]