Devemos mastigar ou não a Eucaristia na hora da Comunhão?

por -
Public Domain / David Eucaristía, Flickr

Com o ressurgimento da forma extraordinária da missa e da tradição católica em geral, eis uma questão que surgiu nos últimos anos: os católicos deveriam parar de mastigar Jesus Eucarístico na hora da comunhão?

Talvez você já tenha ouvido pessoas dizerem que “não se deve mastigar a Eucaristia como chiclete”, ou afirmarem que é um sacrilégio mastigar a Eucaristia em vez de deixá-la dissolver em sua boca.

No entanto, a maior parte dos católicos mastiga a hóstia consagrada. O que um fiel católico deve fazer?

Aqui estão os fatos 

A Igreja não tem uma posição sobre um católico mastigar ou não a Eucaristia. A ideia de que não se deve mastigar o Santíssimo parece ter sido uma prática piedosa de alguns católicos antes do Concílio Vaticano II, e é por isso que hoje em dia algumas pessoas acham que não se deve mastigar.

Mas não mastigar nunca foi uma orientação oficial da Igreja. E isso não significa também que você seja obrigado a mastigar, apenas significa que você pode mastigar ou não.

O que é exigido pela Igreja é que os católicos recebam a comunhão reverentemente. Isso significa se curvar antes de receber e dizer “Amém” em resposta ao “Corpo de Cristo” dito pelo padre ou ministro. E é claro, estar em estado de graça.

Isto porque a Eucarista não é comida e bebida comuns, mas é o próprio Jesus Cristo!

[Leia também: 3 coisas que você estava fazendo errado na hora de receber a Eucaristia]
[Leia também: Não se deve comungar em pecado mortal, assim ensina a Igreja]

Comentários

comentários