Homem se passa por sacerdote e celebra missa em uma Basílica

por -
Créditos: Rita Laura/Cathopic.

Um acontecimento inusitado chocou os fiéis católicos na Argentina: um falso sacerdote conseguiu celebrar uma missa na Basílica de Nossa Senhora de Luján, dedicada à principal dedicação mariana do país.

[Leia também: Madonna faz inusitado pedido ao Papa Francisco e padres respondem]

Homem se passa por sacerdote e celebra missa em uma Basílica

De acordo com uma reportagem da mídia local, na quarta-feira (4), às 15h, um homem chamado Luis Pérsico se fez passar por padre e pediu a outro sacerdote para celebrar a missa.

Originalmente, a celebração eucarística seria presidida pelo padre Sergio Gómez Tey, que pertence à Associação Privada de Fiéis “Negrito Manuel”.

“Acontece que o padre Sérgio esteve envolvido em um engano de Luis Pérsico. Luis compareceu perante o padre Sérgio na condição de padre católico cuja intenção era celebrar uma missa no Santuário para agradecer à Virgem de Luján por um favor concedido. O padre Sérgio, emocionado com a história contada por Luis Pérsico, convidou-o para celebrar a missa“, explicou o Santuário por meio de um comunicado.

“Como esse acordo foi feito apenas entre eles, do Santuário de Luján nunca fomos informados da participação”, acrescenta o texto.

“Foi justamente o padre Sérgio que, enganado, permitiu que Luis estivesse no altar na missa que o próprio padre Sérgio concelebrou”.

A Basílica disse ainda lamentar “profunda e sinceramente a fraude e o engano em que nossos fiéis foram expostos e pedimos desculpas pela confusão que foi gerada”.

Conforme relatado pela Arquidiocese de Mercedes – Luján, não é a primeira vez que este falso padre tentou celebrar a Missa.

Em 16 de janeiro de 2020, a Arquidiocese informou que “Luis Martín Pérsico, que se apresentou como sacerdote, não pertencia à nossa Igreja”.

“Diante da reincidência deste ato por parte dele [o falso sacerdote], reiteramos a referida comunicação”, completou a Arquidiocese.

Que situação…

[Leia também: O incrível milagre por intercessão da Virgem Maria que o Papa Francisco viveu]
[Leia também: Sacerdote é assassinado após celebrar Vigília Pascal na Bolívia]