Inacreditável! Padre é preso por pintar Cruz que pertence à paróquia

Créditos: Facebook/Reprodução

Neste sábado (03), algo extremamente grave e bizarro aconteceu. O padre Luciano Silveira, pároco da Igreja Nossa Senhora Conceição, no centro de Conde, na Paraíba, foi surpreendido pela guarda municipal em frente a casa paroquial. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia. O motivo? Por ter pintado a Cruz que fica na frente da paróquia, que antes era azul e agora é marrom.

O momento foi registrado em vídeo por Ailton Dos Santos Silva, do Portal Avoz do Conde, no momento da abordagem policial, e falou rapidamente com o sacerdote.

Eu estou sendo preso, a prefeita mandou me prender porque eu troquei a pintura do Cruzeiro ali, que é da paróquia. É uma coisa absurda, e a gente fica de boca aberta diante dos desmandos, da arbitrariedade e do autoritarismo…”, disse o Pe. Luciano.

Ele se refere à prefeita Márcia Lucena, do Partido Socialista do Brasil.

E continua: “Também existe um viés comunista nisso e nós sabemos que quem é comunista odeia a igreja, odeia padre, tudo que é religioso, persegue, é autoritário, não tem caridade com ninguém… Então eu estou no meu direito e vou na delegacia comparecer diante das autoridades“.

Confira o vídeo:

Posted by Ailton Dos Santos Silva on Saturday, October 3, 2020

Clique aqui caso não consiga ver o vídeo

Como tudo ocorreu

Segundo explicou o sacerdote, tudo começou quando, há alguns meses, a Prefeitura arrancou o Cruzeiro da Paróquia e não comunicou nada à Igreja, colocou um outro Cruzeiro, de cor e formato diferentes do original. O padre então enviou um ofício à Prefeitura solicitando as mudanças e até foi aconselhado a entrar com uma ação judicial, caso a situação não fosse resolvida.

Sem obter resposta há mais de três meses e com a autorização do arcebispo,o padre decidiu substituir a cor azul do Cruzeiro, que é patrimônio da paróquia, pelo marrom, como era inicialmente.

A pintura, que foi feita neste sábado (03), foi seguida pela tentativa de prisão do padre.

Já na Delegacia da Polícia Civil de Alhandra, para onde foi levado, enquanto aguardava para prestar depoimento, o Pe. Luciano contou que foi a primeira vez que uma situação assim aconteceu. “É constrangedor (…) é ridículo isso, um padre ser preso por trocar a cor da cruz que é dele, que pertence à paróquia?”.

“A gente fica revoltado. Eu sou um padre, eu tenho o que fazer e no final de semana o trabalho aumenta, e estar aqui como se fosse um bandido… Eu não sou um fora da lei, eu não uso tornozeleira eletrônica, eu não tenho pendências judiciais, a minha vida é limpa”, desabafou.

Vídeo do padre chegando à delegacia:

Posted by Ailton Dos Santos Silva on Saturday, October 3, 2020

Clique aqui caso não consiga ver o vídeo

Após ser ouvido, o Pe. Luciano felizmente foi liberado e não precisou ficar preso. Ele explicou o que aconteceu: “O doutor [delegado] achou até hilário isso, arbitrário (…) então a gente vai continuar o processo. Não existe nada contra mim, não sou um criminoso. Estou liberado para ir para casa, mas a gente vai buscar os nossos direitos na justiça e vamos processar quem merece ser processado, não vai ficar impune”.

O sacerdote também mandou uma mensagem aos fiéis que acompanharam a situação: “Não se preocupem, rezem, procurem viver no caminho da honestidade, da justiça. O Senhor nos ensina no Evangelho que por causa da justiça podemos ser presos, levados a tribunais, ser julgado injustamente, ser perseguido como eu estou sendo… Isto está no Evangelho, é a Palavra de Deus. Eu estou aqui cumprindo a Palavra de Deus“.

“Quando a gente fala a verdade, quando a gente busca a justiça a gente vai ser sempre perseguido. O Senhor nos ensina que a gente não deve abaixar a cabeça, deve continuar o nosso caminho porque Ele estará conosco em todos os momentos da nossa vida. Em qualquer tribulação o Senhor está conosco, Ele não falta porque Ele é bom e Ele está sempre velando pelos seus, e o mal por si se destrói”.

Confira o vídeo:

Posted by Ailton Dos Santos Silva on Saturday, October 3, 2020

Clique aqui caso não consiga ver o vídeo

Que absurdo! Rezemos pela Igreja que é perseguida!

[Leia também: Padre católico é sequestrado por não querer mudar para igreja submetida ao Partido Comunista Chinês]
[Leia também: Governo espanhol quer expulsar beneditinos e transformar abadia em “cemitério civil”]