Marido lava os pés da esposa no dia do casamento

    por -
    @staceysumereau, Facebook

    Que lindo! Você já viu algo parecido antes?

    A palestrante católica, criadora de podcast e personalidade televisiva Stacey Sumereau compartilhou uma experiência que teve com seu marido na recepção do casamento – e o post viralizou completamente!

    O marido tirar a liga da noiva e jogar para os convidados que desejam sorte no matrimônio é uma tradição comum nos Estados Unidos e Europa, mas ao invés disso, o marido de Stacey lavou os pés dela.

    Ela explicou que “jogar a liga significa Eros”, que é uma “atração sexual e uma insinuação pública da intimidade privada que os recém-casados irão vivenciar”.

    Seu marido lavou seus pés porque significa o amor sacrificial de Jesus.

    “Jesus lavou os pés dos discípulos na noite antes de dar a vida por eles na Cruz… Maridos fazem voto de amar as esposas como Cristo ama a Igreja. Ser o líder da nossa família é ser um servo”.

    Aqui o post completo:

    My husband washed my feet at our wedding reception instead of tossing a garter. The garter toss signifies Eros- sexual…

    Posted by Stacey Sumereau on Thursday, November 14, 2019

    “Meu marido lavou meus pés na cerimônia do Casamento ao invés de jogar a liga.

    Jogar a liga significa Eros- atração sexual e uma insinuação pública da intimidade privada que os recém-casados irão vivenciar. Atração física é uma parte maravilhosa e linda do casamento. No entanto, eu AMEI que meu esposo tenha escolhido me surpreender com algo diferente…

    Jesus lavou os pés dos discípulos na noite antes de dar a vida por eles na Cruz. Esse tipo de amor é Ágape: sacrifício.

    Maridos fazem voto de amar as esposas como Cristo ama a Igreja. Ser o líder da nossa família é ser um servo. Se é priorizando meu desejo de escolher onde jantar ou levantando cedo para cuidar dos bebês quando estou exausta, John renuncia sua vida por mim todos os dias.

    E a beleza disso é que você não precisa se preocupar nem um pouco sobre o amor erótico desaparecer quando você trabalha para o amor Ágape.

    Com muita frequência nossa cultura nos ensina: “test drive”, “teste antes de comprar”, coabitação.

    Mas agora que estou vivendo o casamento dia-a-dia, eu vejo que sustentar um relacionamento puramente com Eros é como tentar viver em um bolo: a doçura pode desaparecer num instante, mas é trabalhando juntos que fazemos durar.

    Nós não precisamos “testar antes de comprar” para ter ao mesmo tempo a profundidade do Ágape e a doçura do Eros juntos. Eu não me sinto “apaixonada” a cada segundo do dia. (E todo aquele que espera isso ficará decepcionado!)

    Mas eu confio no meu marido e sinto segurança no seu amor. Isso permite alegria, risada e uma relação pacificada.

    Escutem ao episódio de Dan e Amber DeMatte no meu podcast chamado Called and Caffeinated, para MUITO MAIS sobre como sustentar um casamento forte.

    Amigos solteiros, não comprem o que a cultura está vendendo a vocês! Vocês merecem ser amados – não apenas por um tempo, mas para sempre.”

    Rezemos pela força do amor sacrificial!

    Comentários

    comentários