O “católico” Tom Brady atribuiu seu sucesso no esporte ao ocultismo praticado por Gisele Bündchen

por -

Tom Brady está pisando em algumas águas perigosas!

Brady foi batizado e cresceu católico, mas está claro que ele não pratica mais.

[Leia também: Quando o melhor jogador do Super Bowl, Tom Brady, conheceu São João Paulo II]

O astro da NFL revelou alguns dos seus rituais pré-jogo. Brady credita seu sucesso na carreira aos feitiços de bruxaria e “New Age” de sua esposa.

O sucesso de Brady no futebol americano inclui três prêmios de melhor jogador da NFL, seis vezes campeão do Super Bowl e quatro vezes eleito o melhor jogador do Super Bowl.

Tom Brady explicou que sua esposa, a top model Gisele Bündchen, “é toda sobre o Poder da Intenção”, “usa um colar e leva gotas que ela faz”, e recita mantras antes dos jogos.

Esses rituais derivam das práticas da Nova Era, que têm ligações com a feitiçaria e o ocultismo.

Brady também disse que achava que era loucura no começo, mas parou de questioná-la. Ele realmente acredita que esses rituais o ajudam a vencer.

O jogador disse que sua esposa sempre lhe diz: “Você tem sorte de se casar com uma bruxa. Eu sou apenas uma boa bruxa”.

O que a Igreja Católica diz sobre as práticas ocultas:

O Catecismo da Igreja Católica 2116-2117 afirma isso sobre o ocultismo:

“Todas as formas de adivinhação devem ser rejeitadas: recurso a Satanás ou aos demônios, evocação dos mortos ou outras práticas supostamente «reveladoras» do futuro.

A consulta dos horóscopos, a astrologia, a quiromancia, a interpretação de presságios e de sortes, os fenómenos de vidência, o recurso aos “médiuns”, tudo isso encerra uma vontade de dominar o tempo, a história e, finalmente, os homens, ao mesmo tempo que é um desejo de conluio com os poderes ocultos. Todas essas práticas estão em contradição com a honra e o respeito, penetrados de temor amoroso, que devemos a Deus e só a Ele.

Todas as práticas de magia ou de feitiçaria, pelas quais se pretende domesticar os poderes ocultos para os pôr ao seu serviço e obter um poder sobrenatural sobre o próximo – ainda que seja para lhe obter a saúde – são gravemente contrárias à virtude de religião. Tais práticas são ainda mais condenáveis quando acompanhadas da intenção de fazer mal a outrem ou quando recorrem à intervenção dos demónios. O uso de amuletos também é repreensível. O espiritismo implica muitas vezes práticas divinatórias ou mágicas; por isso, a Igreja adverte os fiéis para que se acautelem dele. O recurso às medicinas ditas tradicionais não legitima nem a invocação dos poderes malignos, nem a exploração da credulidade alheia” (CIC 2116-2117 ).

Mesmo que o público ria dos rituais de Brady, não devemos achar isso engraçado. Esses rituais podem ter sérias conseqüências. Ela convida a atividade demoníaca, e a Igreja ensina que isso é gravemente pecaminoso.

Oremos pela conversão de Tom Brady e sua família!

[Leia também: 4 dúvidas que talvez você tenha sobre a Nova Era]

Comentários

comentários