O comentário de Bento XVI sobre o fim de sua vida que comoveu um arcebispo

Créditos: CNS Photo/Sven Hoppe

O secretário pessoal do Papa Bento XVI, o arcebispo Georg Gänswein, não conseguiu conter as lágrimas ao relembrar o que o papa emérito lhe disse uma vez sobre sua jornada para o céu.

O momento aconteceu em junho no Palácio Nymphenburg em Munique, Alemanha. O arcebispo falou na celebração organizada pela Fundação Joseph Ratzinger/Papa ​​Bento XVI pelo 95º aniversário do papa emérito.

[Leia também: Papa Bento XVI diz que espera poder unir-se aos amigos no Céu logo]

O comentário de Bento XVI sobre o fim de sua vida que comoveu um arcebispo

Gänswein comoveu-se ao recordar que Bento XVI lhe disse uma vez que “nunca teria acreditado que a última etapa da viagem que me levaria do mosteiro Mater Ecclesiae (onde reside atualmente) até às portas do céu com São Pedro seria tão longa.”

 Bento XVI completou 95 anos em 16 de abril, pouco mais de nove anos após renunciar ao papado em 28 de fevereiro de 2013.

Gänswein, 65 anos, atualmente Prefeito da Casa Pontifícia, acompanha Bento XVI como seu secretário pessoal desde 2003, quando o Papa emérito ainda era o Cardeal Joseph Ratzinger.

O arcebispo disse que o Papa emérito lhe disse isso “há alguns anos” enquanto falavam sobre “o peso e a dureza da velhice, e as críticas à sua pessoa e à sua obra que explodem repetidamente”.

[Leia também: Bento XVI está “fisicamente muito fraco”, afirma seu secretário pessoal]

“Bento respondeu às questões e desafios importantes da época de forma franca e convincente e sempre à luz da Encarnação”, comentou Gänswein.

Ele então observou que hoje “o Papa emérito é um homem muito idoso, fisicamente frágil e, graças a Deus, ainda com a mente e o olhar alertas e despertos”.

A voz de Bento XVI, disse ele, “está se tornando cada vez mais baixa e incompreensível”, observando que “os últimos anos esgotaram sua força”.

Apesar de tudo, continuou, “conservou a humilde serenidade de seu coração”.

Gänswein também disse que o humor de Bento XVI “brilha repetidamente” e ressaltou “sua mansidão pessoal, que sempre foi uma marca registrada de sua personalidade”.

Rezemos pelo nosso Papa Emérito Bento XVI!

[Leia também: Papa Francisco revela a “profecia” de Bento XVI sobre o futuro da Igreja]
[Leia também: Bento XVI nega teorias conspiratórias sobre sua renúncia e diz: “Não há dois papas”]