O Papa Francisco realizou um exorcismo no Vaticano? Entenda o que aconteceu

Créditos: Youtube

No domingo de Pentecostes de 2013, o papa Francisco se aproximou de enfermos na Praça São Pedro e rezou impondo as mãos sobre eles. Mas um caso em particular viralizou naquele ano, como um suposto exorcismo que o papa realizou em um endemoniado. É verdade?

Primeiro, vejamos as imagens do papa Francisco saudando os doentes:

Clique aqui caso não consiga ver o vídeo

O vídeo nos mostra o papa Francisco caminhando e rezando por pessoas doentes. Mas quando ele chega a um senhor em cadeiras de rodas, um sacerdote se aproxima e lhe diz algo. Imediatamente ele começa a rezar sobre ele com as mãos apoiadas em sua cabeça.

É possível ver como o homem faz alguns movimentos estranhos e logo o padre entrega uma pasta a um segurança.

O homem pelo qual o papa rezou se chama Ángel, é mexicano e de fato estava possuído. Mas as imagens são de um exorcismo?

Após as imagens viralizarem, o diretor do escritório de imprensa do Vaticano, padre Federico Lombardi, declarou que não se tratava de um exorcismo.

“O Papa não tinha a intenção de fazer um exorcismo, então é falso que tenha feito. Simplesmente rezou pela pessoa enferma”, disse ele.

E isto também foi confirmado na época pelo padre Gabriele Amorth. O famoso exorcista de Roma disse que “o papa, de boa fé, se aproximou dele e praticou um exorcismo na forma de oração de libertação, não como um exorcismo clássico que se faz com um livro”.

Ou seja, o papa realizou ali uma oração de libertação, e não propriamente um exorcismo.

[Leia também: Quem pode fazer exorcismos na Igreja Católica?]

Novas revelações sobre estas imagens

Naquela oportunidade, o padre Gabriele Amorth tinha comentado que antes do papa realizar aquela oração de libertação, ele mesmo já tinha praticado um exorcismo em Ángel.

“Estou bem informado sobre este jovem, um jovem bom, parece mais novo do que é. Tem 43 anos, está casado e tem filhos”, explicou.

“Ele é realmente uma alma de Deus, que o Senhor está usando para criticar o México por legalizar o aborto”, acrescentou.

Até aqui, trata-se de coisas já conhecidas. No entanto, recentemente o jornalista italiano Fabio Marchese Ragona foi entrevistado pelo National Catholic Register por causa da publicação de seu livro “Meu nome é Satanás – Histórias de exorcismo do Vaticano a Medjugorje”.

Na entrevista, o jornalista revela outros aspectos desconhecidos deste acontecimento. Segundo ele conta, a história não terminou ali.

Ángel escreveu ao papa Francisco depois deste encontro e o Sumo Pontífice voltou a rezar por ele do Vaticano, ainda que a distância, ao mesmo tempo que o homem era exorcizado na catedral de Morelia. Isto aconteceu duas vezes, quando era meia-noite no México.

O que aconteceu com Ángel?

Assim como comentou o jornalista italiano, “Ángel foi submetido a outros exorcismos, está um pouco melhor, mas ainda não está livre”.

O padre legionário Juan Rivas, que o apresentou ao Santo Padre na Praça de São Pedro, “recebeu uma mensagem do diabo de que Ángel será libertado quando acabar o aborto no país”.

E concluiu: “Os quatro demônios ainda estão no corpo do homem, e disseram que iriam embora no dia da Imaculada Conceição, em 8 de dezembro, mas não sabemos de que ano”.

Rezemos por todas as pessoas que sofrem ações demoníacas!

[Leia também: Tudo sobre a oração de libertação e como fazê-la em casa]
[Leia também: Como libertar sua comunidade ou seu país do demônio? O Pe. Fortea explica com esta poderosa oração]