Padre e avô: pároco celebra o casamento do próprio neto

por -
Créditos: Fernando Lacerda/Divulgação

Que um avô assista ao casamento do neto é algo comum, mas e quando este avô também o próprio… padre? Conheça esta inspiradora história!

[Leia também: Depois de 4 filhos padres, homem fica viúvo e também torna-se padre]

Padre e avô: pároco celebra o casamento do próprio neto

O matrimônio aconteceu na Igreja Santa Teresinha, em Porto Alegre (RS). O padre Paulo Müller, de 85 anos, participou como celebrante no casamento do próprio neto.

Casamento celebrado pelo avô do noivo ocorreu em 14 de maio de 2022 — Foto: Fernando Lacerda/Divulgação
Créditos: Fernando Lacerda/Divulgação

O padre Paulo, antes de se tornar padre, foi casado com sua esposa Lizzete por 29 anos. No final dos anos 1980, depois de criar quatro filhos juntos, ele ficou viúvo.

Quatro anos após a morte de sua esposa, ele decidiu que queria levar sua vocação à santidade de uma maneira diferente. Em 1992 foi ordenado sacerdote e hoje atua como um dos padres auxiliares na Catedral São Luiz Gonzaga, de Novo Hamburgo.

“Três dias depois do sepultamento dela, eu procurei a igreja para me envolver em alguma coisa”, conta o sacerdote ao G1. Buscando apoio, o futuro pároco decidiu participar das atividades da igreja, tornando-se catequista, ministro da Eucaristia e, posteriormente, diácono.

Depois de assistir a um funeral em que os familiares do falecido exigiam a presença de um padre, o então diácono decidiu frequentar o seminário.

Seu neto, Ânderson Martins Müller, conta que quando dizia: ‘meu vô é padre’, as pessoas achavam estranho. “Mas, para mim, sempre foi uma coisa natural, muito embora pouco comum”, diz.

E como ter um padre na família é uma dádiva de Deus, Ânderson e sua esposa Rafaela decidiram que o padre Paulo seria o celebrante do matrimônio deles.

“No começo da cerimônia, o vô comentou que algumas músicas que a gente tinha selecionado para entrar foram músicas que tocaram no casamento dele. Para ele, teve lembranças”.

E por ter a experiência de estar “dos dois lados”, padre Paulo deu três conselhos fundamentais para todo casamento: “Muito amor, bastante amor, um caminhão de amor pelas pessoas. Segundo: fidelidade. O máximo de fidelidade para não trair aquela pessoa, para ela não se sentir frustrada pelo compromisso que assumiu. A terceira é a caridade entre o casal, parceria”.

Créditos: Fernando Lacerda/Divulgação

Que lindo!

[Leia também: A história do pai e do filho que compartilham a mesma vocação: o sacerdócio!]
[Leia também: A inspiradora história da mãe e do filho que decidiram se consagrar a Deus]