São Miguel Arcanjo e o incrível relato que não aparece no filme “O Exorcista”

por -
Créditos: Wikipédia

São Miguel Arcanjo é o príncipe dos exércitos celestiais e sua intervenção é frequentemente solicitada para lutar contra o diabo e libertar os possuídos. Você sabia que esse anjo estava envolvido no exorcismo mais famoso da história?

É isso mesmo, O Exorcista, aquele famoso filme de terror que foi lançado em 1973 -baseado no livro de mesmo nome- foi inspirado em um exorcismo ocorrido nos Estados Unidos em 1949.

O caso se popularizou como o exorcismo do Monte Rainier, mas o final deste caso real foi muito diferente da história do filme. Aqui nós te contamos!

Segundo comenta o padre José Antonio Fortea em sua obra Summa Daemoniaca, esse exorcismo teve um episódio muito mais interessante que não é narrado no filme e que nos mostra que a vontade de Deus sempre triunfa.

São Miguel Arcanjo e a palavra que o diabo não queria pronunciar

Em primeiro lugar, o padre do caso real não morre como no filme. Porém, há uma omissão mais importante que o padre Fortea nos lembra. Isso aconteceu na última sessão daquele exorcismo:

“O demônio que falou através da criança com uma voz horrível e cheia de ódio disse: ‘Não irei embora até que certa palavra seja dita, mas a criança nunca a dirá. (…) Não basta, tem que falar uma grande palavra, me refiro a uma grande palavra. Nunca direi essa palavra, nunca direi essa palavra'”.

O que a criança possuída deveria dizer, e o que ela finalmente disse por disposição divina? É assim que o padre Fortea relata:

“O exorcismo continuou e de repente o menino falou com uma voz que era claramente autoritária e ao mesmo tempo digna. O possuído disse: ‘Eu sou São Miguel e ordeno a você Satanás que deixe o corpo em nome de Dominus, imediatamente, agora, agora’“.

O significado da palavra

A palavra em questão era Dominus, em latim significa Senhor. Por que o demônio deixou o corpo com essa palavra? O padre responde:

“A única razão foi porque Deus assim o quis. Certamente a palavra Senhor havia sido mencionada nas fórmulas dos exorcismos, mas o diabo havia sido informado (por um anjo, santo ou Deus) que quando aquela palavra fosse dita ele sairia”.

No exato momento em que o possuído disse aquilo na voz de São Miguel Arcanjo, se ouviu uma explosão – contou o padre Fortea – que muitas pessoas ouviram no hospital dos irmãos San Alejo em Saint Louis.

Então o menino foi libertado e voltou a si. Ele não se lembrava de nada, apenas de uma visão de São Miguel lutando contra Satanás.

O que aconteceu em outro lugar da cidade

O mais estranho é que naquele dia, na mesma hora, aquela mesma visão foi vista em outro lugar da cidade. Na Igreja de São Francisco Xavier, vários padres jesuítas afirmavam ter visto “uma luz intensa que iluminava o altar-mor e a abóbada acima do altar, e na qual São Miguel foi visto lutando com Satanás”.

Para o padre Fortea, o exorcismo do Monte Rainier foi um sinal de Deus para tornar o povo daquela época ciente da existência de Deus, do demônio, do poder da Igreja e até do pecado.

São Miguel Arcanjo, defendei-nos dos inimigos da Igreja de Cristo!

[Leia também: Saiba como foi a batalha entre São Miguel e Lúcifer, segundo Pe. Fortea]
[Leia também: O dia em que o demônio revelou algo surpreendente sobre Jesus]