Você sabia que o primeiro hospital psiquiátrico do mundo foi fundado por um padre?

por -
Créditos: Quadro de Joaquín Sorolla

A história começa quando um doente mental foi espancado, e o Padre Jofré o defendeu, tendo, ali, a ideia de iniciar uma obra que culminou na construção do primeiro hospital psiquiátrico do mundo!

[Leia também: Esta princesa escolheu a pobreza, a caridade e o serviço aos pobres acima de sua coroa]

Você sabia que o primeiro hospital psiquiátrico do mundo foi fundado por um padre?

Padre Juan Gilabert Jofré nasceu em Valência, na Espanha, em 1350. Desde criança sentiu o chamado para ser religioso, mas para agradar seus pais estudou direito civil e canônico em Lleida. Durante seu período universitário conviveu com São Vincente Ferrer, com quem estudou teologia.

Em 1369 voltou a Valência e começou a viver uma intensa vida espiritual, comungando com frequência, visitando os pobres e participando da missa todos os dias. Ingressou na Ordem dos Mercenários no ano de 1370.

Algum tempo depois mudou-se para Valência e foi lá que o padre Jofré realizou uma das obras mais importantes e pela qual será lembrado: a criação do primeiro hospital psiquiátrico do mundo ocidental.

Hospital de Ignoscents, Folls e Orats di Valencia

No dia 24 de fevereiro de 1409, Pe. Jofré estava a caminho do convento da Plaza de la Merced para a Catedral. Na rua, perto da igreja de Santa Catarina, um barulho chamou sua atenção. Alguns jovens estavam batendo e zombando de um homem com transtornos mentais, gritando “louco, louco!”. O padre interveio entre os agressores para proteger o homem indefeso, levando-o embora e hospedando-o na residência que os Mercedari tinham na cidade.

O Senhor estava lhe mostrando o caminho. A partir de então, dedicaria todas as suas forças para criar o primeiro hospital que cuidaria do acolhimento e tratamento dos doentes mentais. A iniciativa chegou aos ouvidos do Papa Bento XIII, que autorizou o hospital em uma bula de 16 de maio de 1410, sob a invocação dos santos mártires inocentes.

Em 1º de junho de 1410, o Ospedale degli Innocenti (Hospital dos Inocentes) foi fundado para recolher crianças doentes mentais, pobres e abandonadas. A capela do hospital foi dedicada à invocação de Nossa Senhora dos Desemparados, que mais tarde se tornaria a padroeira de Valência.

Este foi o primeiro hospital do mundo que forneceu atendimento médico hospitalar para doentes mentais e residência para que eles pudessem permanecer. Mais tarde tornou-se o atual hospital universitário de Valência.

Padre Jofré juntou-se a São Vicente Ferrer na evangelização dos muçulmanos em Múrcia, Valência, Salamanca e na Itália, e em outras missões, até que em 1417 retornou ao mosteiro mercenário de Nossa Senhora de Puig, onde faleceu em 18 de maio de 1417.

Em 1585 seu corpo foi analisado e encontrado incorrupto! No século XIX iniciou-se o processo de canonização mas, infelizmente, devido a uma queima dos documentos por parte de tropas napoleônicas durante a Guerra Civil Espanhola, só foi retomado mais tarde no século XX. Finalmente em 1996 foi reaberto e a fase diocesana foi concluída em 2007, e depois enviada a Roma.

Rezemos pela Igreja Católica!

[Leia também: A freira católica que ajudou a fundar os Alcoólicos Anônimos]
[Leia também: O que seu professor de história não lhe contou sobre a Igreja Católica e a Idade Média!]