Brasileira rumo aos altares: Papa Francisco reconhece virtudes heroicas de menina carioca

Créditos: Reprodução

O Papa Francisco reconheceu as virtudes heroicas da pequena Odette! A brasileira de 8 anos saiu desta vida exclamando “Jesus, leva-me para o céu”!

[Leia também: Saiba como rezar pedindo um milagre ao 1º santo brasileiro: São Frei Galvão]

Odette Vidal Cardoso nasceu no Rio de Janeiro em 18 de fevereiro de 1931, filha de emigrantes portugueses. Em 1939, a mãe viúva casou-se com um comerciante, que acolheu e amou a criança.

Odette assistia à Santa Missa todos os dias e rezava o Rosário todas as noites. Ela ensinava catecismo às filhas dos empregados e se dedicava a obras de caridade. Dada a sua extraordinária maturidade, seu diretor espiritual a admitiu à primeira comunhão no dia 15 de agosto de 1937. Cada vez que recebia o Corpo de Cristo, ela repetia: “Ó meu Jesus, vem agora ao meu coração!”.

No dia 1 de outubro de 1939 adoeceu de tifo. A Serva de Deus, durante os 49 dias de enfermidade, mostrou uma força extraordinária: suportou todos os sofrimentos com serenidade e paciência.

Ela desejava receber a comunhão diariamente. Nos últimos dias de sua vida recebeu os sacramentos da Confirmação e da Unção dos Enfermos. Ela morreu em 25 de novembro de 1939 exclamando: “Jesus, leva-me para o céu”.

O processo de Beatificação

Em 2013 foi aberto o processo de beatificação e, em 2015, o Tribunal Eclesiástico da Arquidiocese do Rio de Janeiro transmitiu à Santa Sé os documentos recolhidos na primeira fase do processo, cuja continuidade recebeu o consentimento da Congregação para o Causas dos Santos em 2016.

Esta semana o Papa Francisco reconheceu as virtudes heroicas de Odetinha reconhecida como um exemplo de fé e humildade.

Lindo testemunho!

[Leia também: Lola, a brasileira que se alimentou apenas de Eucaristia por 60 anos]
[Leia também: Conheça a comovente história do “santo” sem rosto e a bela lição que ela nos traz]