Ex-pastor se converte ao catolicismo: “só aqui me encontro com Cristo na Eucaristia”

Créditos: ACI Digital.

Eduardo Faria é um ex-pastor protestante que se converteu ao catolicismo. Por causa de sua decisão de entrar em comunhão com a verdadeira Igreja, foi criticado como “antiecumênico”. No entanto, suas palavras foram claras: “somente na Igreja Católica eu me encontro com Cristo Eucarístico”.

Eduardo foi durante vinte anos membro de “uma igreja cismática, uma igreja séria, que faz um trabalho de evangelização, de ação social, mas uma igreja que não está em comunhão com a Igreja que o Senhor Jesus fundou”, explica ele.

E durante dez anos foi pastor desta igreja. “Desenvolvi meu ministério pastoral com inteireza de coração, mas fui surpreendido pela verdade, pela bondade e pela beleza da Igreja que o Nosso Senhor Jesus Cristo fundou”, afirmou ex-pastor.

O caminho à conversão de Eduardo foi marcado pelas Sagradas Escrituras, pela história da Igreja e pelos padres apostólicos. E o que ele descobriu? “Que a Igreja Católica de hoje é exatamente a Igreja Católica que o Nosso Senhor Jesus fundou”.

Com estas belas palavras ele descreveu o primeiro chamado de Jesus à verdadeira Igreja: “Fui atraído por essa beleza, fui atraído pela beleza da comunhão dos santos, pela beleza do nosso amor materno de Nossa Senhora, eu fui atraído pela beleza da Sagrada Eucaristia”.

Então o ex-pastor decidiu comunicar a um teólogo protestante sua decisão de se converter ao catolicismo. “Eduardo, não faça isso, não é necessário, isso é antiecumênico, permaneça como pastor na sua comunidade, mas um pastor com mais abertura à Igreja Católica. Por que você precisa se tornar católico?” disse ele.

“Como, depois de descobrir tudo o que eu descobri, eu posso não me tornar católico? Como eu posso não me alimentar do Cristo Eucarístico, que vem ao meu encontro e se entrega por mim?”, pensava Eduardo.

Foi então quando lembrou da parábola do tesouro escondido (Mt 13,44), que conta que um homem encontrou um tesouro escondido em um campo, e então vendeu tudo o que tinha e comprou este campo “cheio de alegria”.

Para mim, ter perdido tudo o que eu perdi não foi absolutamente nada diante do tesouro que eu encontrei, diante da bondade, da beleza e da verdade da fé católica”, enfatizou.

“Sou católico por várias razões, mas sou católico porque só na Igreja Católica me encontro com Cristo na Eucaristia, com Jesus no sacramento”, concluiu.

Lindo testemunho!

[Leia também: Testemunha de Jeová e sua família se convertem à Igreja Católica: “Voltamos para casa”]
[Leia também: Pastor e sua família se convertem ao catolicismo: “O Senhor me deu um forte desejo pela Verdade”]